Home

Blog

Finalistas participam de workshops em São Paulo

Finalistas participam de workshops em São Paulo

Atrás

Dois dias antes da grande final e os onze candidatos ao prêmio do Imagine Brazil estavam em pleno vapor preparando-se para este tão esperado momento. O último andar do hotel San Raphael, no centro de São Paulo, foi palco para muita música e aprendizado. Lá, eles participaram de workshops sobre vivências rítmicas e canto coral, além de palestra sobre criatividade, música e novas tecnologias, com o mestre Missionário José.

Para ajudar na consciência corporal, coordenação motora, precisão e movimentação, Chico Santana, percussionista, realizou o workshop ‘Rítmica Viva’. “A rítmica viva tem o objetivo de trabalhar ritmo, movimento e criatividade. São feitas atividades corporais, com diversos elementos, como pulsação e subdivisão, sempre incentivando o lado criativo”, explicou Chico.

Matheus Calejon, que toca contrabaixo na banda Hertz, acredita que este tipo de exercício é essencial para a desenvoltura corporal: “Para mim, a parte de andar e ao mesmo tempo alternar os passos e bater as mãos foi um pouco mais complicada, mas acho que isso irá me ajudar em minha linguagem corporal na hora de se movimentar no palco”.

Para Gabriel Abbade, solista, a experiência foi muito interessante: “Com certeza cada um de nós saiu com algo a mais na memória musical. A questão da rítmica é muito importante e foi tratada muito bem hoje. Conseguimos absorver muita cultura, e isso é o mais importante”.

No dia seguinte, Ricardo Cardim deu um workshop de coral, que complementou o trabalho feito anteriormente. “O Chico fez um trabalho de percussão corporal e cantar envolve muito o corpo, a gente tem que saber se movimentar também. Muitas vezes você pode cantar parado, mas se você sabe mexer um pouco o corpo, a sua voz vai sair melhor”, completou o maestro e professor.

Gabi Honorato, que está na capital paulista pela primeira vez, relatou que tudo está sendo incrível. “Eu estou amando muito. Os workshops foram muito legais para envolver a gente e nos conhecer entre si. O Imagine Brazil me proporcionou muitas amizades, independente da competição, e isso é muito bacana”, afirmou a cantora mirim.

A prática realizada com os finalistas foi baseada em músicas brasileiras, justamente por proporcionarem uma expressão corporal maior. Entre as peças escolhidas estava o tema afro-brasileiro “Vissungo”, “Uirapuru”, do compositor paraense Valdemar Henrique, e “Baião”, de uma linha melódica simples.

O happer TGO, que entrou para a lista de finalistas nos 49 do segundo tempo, ficou muito feliz com a oportunidade: “Pra mim está sendo super diferente, porque nunca vivi isso, então está sendo o máximo. Tem um som que eu falo que todo aprendizado ainda é pouco e isso aqui está sendo muito pra mim”.

Comentarios (0)

Aún nadie ha comentado

Se el primero en comentar

Comentario

Debes estar registrado para poder comentar

¿Eres un usuario registrado? Por favor, identifícate aquí . ¿Eres un usuario no registrado y quieres dejar comentarios y más? Regístrate aquí!

2021 * JMI Reservados todos los derechos